Novos Voos - Take Two

domingo, julho 17, 2005
Perfeição
Barco

Foi neste fim de tarde azul e lento
de mar sereno e sol na minha mão
que peço á gaivota alva e breve
que me conte do mundo, a perfeição
E à ave, de bailado tímido e arisco
entendo-lhe o gesto e a intenção
quando obediente e muda aos pés me poisa,
e de olhos parados fixos no horizonte,
me diz que a perfeição está naquele mar
no céu, no sol, e na lunar amante
no sorriso, no olhar, na mais pequena coisa



A perfeição
O que me tranquiliza é que tudo o que existe, existe com uma precisão absoluta. O que for do tamanho de uma cabeça de alfinete não transborda nem uma fracção de milímetro além do tamanho de uma cabeça de alfinete. Tudo o que existe é de uma grande exactidão. Pena é que a maior parte do que existe com essa exactidão nos é tecnicamente invisível. O bom é que a verdade chega a nós como um sentido secreto das coisas. Nós terminamos adivinhando, confusos, a perfeição.

(Clarice Lispector)


Foto de Paulo Bizarro
Escrito por: VdeAlmeida, em 7/17/2005 11:13:00 da tarde | Permalink | |


7 Comments:


  • At 2:23 da tarde, Blogger augustoM

    Victor, foi um óptimo jantar e uma reunião de blogs muito interessante. Vou pedir ao Fernando para organizar mais uns encontros, ele é mestre no assunto.
    Um abraço. Augusto  
  • At 10:12 da tarde, Blogger Mocho Falante

    Vim até aqui após ter visto um comentário no meu lugar e a verdade é que gostei do que vi e do que ouvi, prometo voltar se não te importares  
  • At 11:39 da manhã, Blogger Yardbird

    Foi mesmo Augusto :)
    Um abração

    Será um gosto, Mocho Falante
    És sempre bem vindo :-)  
  • At 12:53 da tarde, Blogger Mitsou

    Ah, que bem que se está aqui. Um belíssimo poema e uma música "forte"! Gostei muito de rever-te. Beijinhos :)  
  • At 8:58 da tarde, Blogger Yardbird

    E eu a ti, Mitsou.
    Fico à espera do teu regresso a casa :)
    Beijinhos  
  • At 12:04 da manhã, Blogger stillforty

    Tens mesmo muito jeito para "poetar", isto é um elogio, é o que costumo dizer ao André, do Metrografismos.

    Tive imensa pena que não conhecesses.

    Estávamos do outro lado da barricada ;)  
  • At 6:29 da tarde, Blogger Yardbird

    Fica para a outra vez, Still :)
    Beijinho  
Estou no Blog.com.pt