Novos Voos - Take Two

terça-feira, agosto 30, 2005
Indiferença

Edifícios em vermelho


Há nestes tempos um tal desprendimento
que se nos solta da pele como suor
e quase deixa cair no esquecimento
tudo o que está para lá destas fronteiras
que nos constrangem e se fazem de cimento
E no entanto, em locais remotos e incertos
há um povo que se derrama em silêncios,
de lágrimas e raiva intensa mas contida
quando olha o verdejante feito negro
e se interroga sem encontrar uma resposta
sobre o facto, perdurável e fatal
de nem conseguir uma vida ao rés da vida

Escrito por: VdeAlmeida, em 8/30/2005 04:50:00 da tarde | Permalink | |


6 Comments:


  • At 8:41 da tarde, Blogger mfc

    É uma raiva surda que nos consome e aflige.
    É a impotência perante a hecatombe.
    É uma revolta inerior, que nem forças há para a gritar!  
  • At 9:12 da tarde, Blogger Nina

    :)

    bjs  
  • At 9:12 da tarde, Blogger Yardbird

    Pois não, Mfc. E é tão fácil acusar todos e não saber seqúer quem é responsável.  
  • At 9:30 da tarde, Blogger Yardbird

    Olá, Nina :)
    Beijinho :-)  
  • At 5:04 da manhã, Blogger Friedrich

    A imagem está espectacular, o texto em forma de poesia também está magnífico...

    Apetece-me fazer-te um desafio a acompanhares um romance sensual que estou a escrever e que irei postar no meu blog Nietszche que irá ser postado por partes em que o primeiro já lá se encontra. Gostaria que tu acompanhasses esta história e a comentasses. Acho que valerá a pena disponibilizares esse tempo porque irás dá-lo por bem empregue... Uma maneira diferente de se ver a sensualidade de uma relação amorosa, vistas através dos olhos de um homem! Aqui assim http://nietzsche.blogs.sapo.pt

    Abraços  
  • At 12:24 da tarde, Blogger Yardbird

    Terei todo o gosto, Friederich
    Um abraço  
Estou no Blog.com.pt